Confira os problemas mais comuns e dicas simples para cuidar bem da saúde bucal dos idosos.

Cuidar da saúde bucal dos idosos é fundamental para a saúde, mastigação, comunicação e autoestima. Com a boca, gengivas e dentes saudáveis, as pessoas não têm vergonha de interagir e podem se alimentar bem, aspectos básicos para garantir a qualidade de vida dos idosos.  

Principais problemas bucais nos idosos

  • Boca seca: de acordo com o Ministério da Saúde, a boca seca é um dos principais desconfortos na população idosa. A falta de saliva pode ser causada pelo próprio envelhecimento, uso de medicação ou por disfunção no organismo. Com a boca seca, aumenta a dificuldade de falar e comer, além de ser mais incômodo nas próteses dentárias, por isso é preciso consultar o profissional de saúde para tratamento específico, além de ingerir água com frequência para manter a hidratação. 
  • Doenças na gengiva: esse tipo de inflamação, segundo o Ministério da Saúde, é comum por conta de acúmulo de bactérias oriundas da falta de higiene bucal adequada. Nesse sentido, muitas vezes a escovação e uso de fio dental já solucionam o problema. Se persistir, é importante visitar o dentista – que vai para averiguar e medicar.  

Como cuidar da saúde bucal dos idosos

Algumas práticas simples podem ajudar a combater problemas bucais e manter o sorriso sempre bonito e saudável. 

  • Ir ao dentista: é fundamental visitar o profissional de saúde pelo menos uma vez ao ano. Com os exames clínicos, é possível prevenir que cáries ou outros pequenos problemas se desenvolvam, causando dor e até a perda do dente. 
  • Escovar dentes e próteses: para os idosos, é importante que a escovação seja dividida em duas etapas. Primeiro, escova-se a dentadura ou a ponte, depois os demais dentes, céu da boca e língua. Por fim, deve ser feito um enxágue com água (tanto na prótese quanto na boca). Esse procedimento deve acontecer após as refeições e antes de dormir. 
  • Utilizar os materiais corretos: é importante que o idoso opte por escovas de dentes com cerdas macias e do tamanho adequado. Além disso, recomenda-se que haja uma escova para os dentes e outra para a prótese.  A pasta deve ter flúor e o fio dental não pode ficar de fora.