Descubra as mudanças comportamentais e sinais mais alarmantes provocados pela doença.

Muitas vezes, os principais sintomas de Alzheimer são confundidos com sinais naturais do envelhecimento. Isso porque, nas idades mais avançadas as funções cognitivas afetam a memória, mas é preciso estar atento a alguns sinais para reconhecer quando as dificuldades vão além do processo de envelhecimento normal e passam a caracterizar a doença, que tem vários níveis.

Por isso separamos alguns sinais de alerta e sintomas para te ajudar a saber quando é preciso procurar ajuda profissional, segundo os portais das Associações Brasileira e Americana de Alzheimer.

1 – Perda de memória

Quando a idade está mais avançada, é normal esquecimentos ligeiros, mas no momento em que a perda de memória começa a afetar as atividades cotidianas, deve-se ter especial atenção. Nesse sentido, é fundamental ter cuidado com esquecimentos de fatos recentes, de datas ou eventos importantes, além da repetição da mesma conversa ou pergunta.

2 – Dificuldades em planejar e resolver problemas

A perda progressiva na capacidade de tomar decisões, de se concentrar em uma tarefa que antes era normal e de planejar pequenas coisas do dia a dia podem ser sinais do mal de Alzheimer. A falta de capacidade de gerir seu orçamento mensal também é um sinal de alerta neste caso.

3 – Perda da noção do tempo e confusão

Pessoas com mal de Alzheimer podem ficar confusas com a passagem do tempo e demonstram que não sabem em que mês ou ano estão. Inclusive, podem falar de acontecimentos muito antigos como se tivessem ocorrido ontem, mas não conseguem descrever a sua última refeição.  

4 – Mudanças na percepção visual e espacial

Problemas relacionados a visão podem ser sintomas de Alzheimer em algumas pessoas. Pode ser desde dificuldades em ler e enxergar, até de calcular distâncias entre objetos.   

5 – Problemas na comunicação

Para alguns idosos com Alzheimer pode ser difícil falar, se expressar corretamente ou permanecer em uma conversa. Outro sinal é repetir várias vezes a mesma informação ou dar nomes errados a coisas e pessoas, não lembrando sem ajuda de terceiros.

 6 – Perda de objetos

Mais um sintoma comum é guardar objetos em locais estranhos e depois esquecer-se de onde eles estão. Alguns até acusam parentes e amigos de o terem roubado, por exemplo.

7 – Discernimento fraco

É preciso estar atento às pessoas com o mal de Alzheimer porque pode ser fácil de enganá-las ou persuadi-las de algo, o que pode ser perigoso. As vezes elas perdem a capacidade de julgamento, podendo, por exemplo, sair de casa com roupas inapropriadas ou dar dinheiro a pessoas desconhecidas.

8 – Afastamento da vida social e do trabalho

Quando a doença existe, é comum a pessoa ir perdendo progressivamente a capacidade de se concentrar e executar uma atividade até o fim. Por isso, ela acaba por abandonar atividades que gostava de fazer, a vida social, os esportes e o trabalho.

9 – Alterações de personalidade e humor

Dependendo do nível em que a doença se encontra, a pessoa apresenta mudanças drásticas de humor sem motivo aparente. Demonstra também mais ansiedade, desconfiança, depressão, irritabilidade, medo ou até mesmo agressividade.

Vale ressaltar, entretanto, que cada pessoa é diferente e que alguns sintomas podem ser muito semelhantes a outras doenças – como por exemplo, a depressão. Por isso, é fundamental procurar um médico para exames e diagnósticos mais precisos.