Infelizmente, por determinação da vigilância sanitária, não são permitidos animais de estimação vivendo com o idoso nas unidades. Mas os familiares e amigos podem levar seus pets e passar o dia com os residentes, pois sabemos da importância deste relacionamento.

O ideal é planejar com a maior antecedência possível para, assim, conseguir tirar dúvidas sobre diversos pontos. É interessante, então:

As Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), termo criado pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontolongia, normalmente atendem pessoas com 60 anos ou mais, de ambos os sexos, com diferentes perfis e necessidades:

Temos seis unidades em toda a cidade de São Paulo:

Campo Belo – Rua Demóstenes, 748

Higienópolis – Rua Marquês de Itu, 816

Ipiranga – Rua Antônio Marcondes, 427

Jardins – Rua Leôncio de Carvalho, 98

Tatuapé – Rua Azevedo Soares, 21

Villa Lobos – Rua Professora Helena Moura Lacerda, 131

Os residentes da Cora contam com médicos, enfermeiros, nutricionistas e profissionais de saúde especializados; seis refeições diárias balanceadas e elaboradas por nutricionistas; duas atividades diárias para socialização; suítes individuais, duplas ou triplas, com todo conforto e segurança; limpeza diária e lavanderia para até 70 peças por residente/mês; fraldas, medicamentos, fisioterapia, salão de beleza e locação de equipamento (serviços contratados de acordo com a necessidade de cada idoso); infraestrutura construída especialmente para o bem-estar do idoso; localização privilegiada com seis endereços por toda a cidade de São Paulo; e conforto e cuidado para que cada residente se sinta em casa.

O mais importante é que todos entrem em um consenso. Isso facilitará tanto para o idoso quanto para a família, pois é um processo de adaptação para ambos os lados. O diálogo e obter informações sobre institucionalização e sobre o residencial escolhido são essenciais para que esta decisão seja mais assertiva para todos.