Sim, o idoso pode, e até deve, personalizar o quarto para que sua experiência na Cora seja ainda mais confortável e aconchegante. Basta que, previamente, nossa equipe seja avisada, para que todos os detalhes da personalização estejam alinhados para o bem-estar e segurança do futuro residente.

O pedido de curatela pode ser feito por cônjuges, pais, filhos, ou algum parente próximo. Em todos os casos deve ter o acompanhamento de um advogado que solicitará o pedido a um Juiz de Direito da Vara Cível ou de Família da Comarca do domicílio da pessoa idosa.

O curador deve, obrigatoriamente, prestar contas de sua administração ao Juíz, sempre que solicitado. E está sujeito a ser destituído da função havendo denúncia, junto ao Ministério Público, por depreciação ao idoso ou ao patrimônio sob sua responsabilidade.

O ideal é planejar com a maior antecedência possível para, assim, conseguir tirar dúvidas sobre diversos pontos. É interessante, então:

Quanto mais tranquilo for o processo de decisão, e quanto mais ele participar da escolha, mais rápida e natural será a adaptação do idoso em um residencial. Na Cora é realizado um conjunto de procedimentos para a acolhida inicial do idoso, garantindo segurança até ele se ambientar com a sua nova residência – trajetos para o quarto, refeitório e ambientes de socialização; e participação de atividades.

Em muitos casos, este processo de adaptação é mais demorado para a família. Não ter o idoso em casa, não se sentir, inicialmente, confiante e seguro com a instituição escolhida, entre outros fatores, faz com que os sentimentos fiquem confusos. É como a síndrome do ninho vazio.

Temos seis unidades em toda a cidade de São Paulo:

Campo Belo – Rua Demóstenes, 748

Higienópolis – Rua Marquês de Itu, 816

Ipiranga – Rua Antônio Marcondes, 427

Jardins – Rua Leôncio de Carvalho, 98

Tatuapé – Rua Azevedo Soares, 21

Villa Lobos – Rua Professora Helena Moura Lacerda, 131

É muito comum ter este sentimento nesta tomada de decisão. O que é importante entender é que não se trata de incompetência no cuidado do idoso, e muito menos abandono. Muito pelo contrário. Isso mostra que você está preocupado com o bem-estar, segurança, cuidado e conforto do idoso, o que nem sempre conseguimos oferecer em casa, já que a nossa rotina nos impede.

O mais importante é que todos entrem em um consenso. Isso facilitará tanto para o idoso quanto para a família, pois é um processo de adaptação para ambos os lados. O diálogo e obter informações sobre institucionalização e sobre o residencial escolhido são essenciais para que esta decisão seja mais assertiva para todos.

Se colocarmos na ponta do lápis os custos envolvidos no cuidado do idoso em casa é geralmente mais alto do que em um residencial. Em casa, a família ou o idoso precisa se preocupar com contas para pagar, como aluguel, água, luz, telefone, gás, internet, contratação de profissionais, entre outras; fazer compras no supermercado e preparar as refeições; limpar e arrumar a casa; acompanhar a administração de medicamentos; e há a preocupação de quedas ou, até mesmo, em passeios, onde há riscos de desaparecimentos, para os idosos com a doença de Alzheimer.

Ao morar em um residencial, todas estas tarefas e contas já estão inclusas na mensalidade. Ou seja, diminui a preocupação dos familiares em ter que pensar em cada detalhe do dia a dia.. Na Cora Residencial Senior, por exemplo, são oferecidas seis refeições diárias, elaboradas por nutricionistas; limpeza e arrumação são realizadas por profissionais da instituição; a medicação é administrada, 24 horas por dia, pela equipe assistencial; e o residente também conta com uma equipe multiprofissional composta por geriatras, enfermeiros, cuidadores, nutricionistas, fisioterapias, entre outros profissionais dedicados à disposição. Além disso, em um residencial feito a Cora, o idoso conta com atividades para socialização e bem-estar, evitando que fique sozinho, o que, muitas vezes, acontece quando os familiares cuidam em casa, mas precisam se ausentar algumas horas, dias ou meses por motivos pessoais ou profissionais.