Quando o corpo envelhece a visão, a audição e o tempo de resposta são alterados. Por isso é tão importante viver num ambiente seguro, sem o risco de quedas e machucados. Neste artigo, saiba como ter uma casa adaptada para idosos e prevenir incidentes. 

Mas antes é interessante notar que as funções corporais têm seu auge até os 30 anos. A partir desta idade temos um declínio natural e gradual. Os movimentos começam aos poucos a ficarem mais lentos, a visão tende a ficar mais comprometida e as limitações físicas em geral aumentam ano após ano.

Após passar da casa dos 60 e 70 anos, os cuidados devem ser ampliados. É evidente que existem pessoas com 80 anos ativas e independentes, mas alguns sintomas da idade avançada se sobressaem. Por conta disso é necessário adaptar o ambiente e evitar problemas.


Veja, portanto, nossas 5 dicas de adaptação em imóveis para idosos.

1. Banheiro

Por ser uma área mais propensa a ter pisos molhados, o banheiro merece uma atenção especial. Portanto para reconhecer um banheiro perfeito para idosos, note se há barras de proteção. 
As barras podem ser instaladas dentro do box, ao lado do sanitário e próximo ao lavatório. 
Além disso é importante atentar à altura do vaso sanitário. Se ele for muito baixo pode provocar tontura no indivíduo durante o movimento de sentar- se e levantar-se. 
Não se esqueça: não coloque tapetes de banheiro no box, mesmo que sejam com ventosas. Em vez disso prefira substituir o piso por material antiderrapante.

2. Quarto

Dependendo da condição clínica do idoso, ele passará mais tempo dentro do quarto. Se estiver debilitado, é importante instalar barras de proteção laterais na cama para evitar quedas noturnas.
É recomendado evitar tapetes ou ainda colchas e cortinas muito compridas. Isso porque as sobras de tecido podem fazer com que o idoso perca o equilíbrio e tropece. 
Como já dissemos, a pessoa com mais de 60 anos tem movimentos mais lentos e visão prejudicada. Desse modo é essencial que o quarto seja bem iluminado, durante o dia. Já no período noturno é sempre bom que o idoso possa contar com a luz de abajur e no rodapé, caso precise levantar- se em segurança.

3. Sala

O ambiente costuma ter tapetes, vasos de flores e muitos móveis na maioria dos lares. Mas quando se trata da prevenção de quedas da pessoa idosa, o melhor a fazer é contar com uma decoração minimalista.
Isso porque os excessos podem prejudicar a locomoção do indivíduo, principalmente se ele usar andador ou cadeira de rodas. É importante, ainda, que as extremidades dos móveis sejam arredondadas para evitar batidas, pois a pele dos idosos é bastante sensível e um machucado é prejudicial. 
Outro detalhe importante está na escolha da poltrona e do sofá. É interessante que os estofados sejam altos para serem mais confortáveis aos idosos. Não se esqueça que as almofadas são muito bem-vindas pois fazem com que o indivíduo ajuste melhor sua postura.

4. Cozinha

Mais uma vez é importante que o cômodo não tenha tapetes ou passadeiras que virem motivo de tropeços. 
Como a cozinha, bem como o banheiro, é uma área molhada da casa é muito importante que evite-se poças de água no piso, especialmente próximo à pia e à geladeira.
Além disso é interessante que os armários sejam baixos, com altura de no máximo 1,40 metro, para evitar que o idoso suba numa cadeira para pegar objetos nos gaveteiros superiores. 
Outro ponto importante é evitar utensílios em vidro, para prevenir ferimentos com cacos em caso de quedas. Desse modo também é interessante priorizar armários com portas de madeira, eliminando assim o risco de o vidro se quebrar.

5. Área externa

O idoso precisa tomar banhos de sol e caminhar pela área externa do imóvel. Nesse sentido é importante que o local tenha piso antiderrapante e seja livre de pequenos objetos, como vasos de flor, caminhas de cachorro e fios que possam prejudicar o deslocamento da pessoa idosa. 
O ideal é que o piso seja nivelado e não contenha degraus. Porém, se o imóvel tiver escadas é recomendado providenciar fitas antiderrapantes e barras de apoio. Se for possível, é indicada a construção de rampas. 
Casa adaptada para idosos: elimine riscos ocultos 
Idosos que moram em casa com a família geralmente dividem o mesmo espaço com crianças pequenas e pets.  
Tanto crianças quanto animais de estimação podem levar o risco de queda aos idosos. Os netinhos costumam esquecer pequenos brinquedos pelo caminho, como carrinhos e bonecas minúsculas, além de materiais escorregadios, como slimes e amoebas (material gelatinoso) no piso. 
Além disso, os animais de estimação podem provocar a queda do idoso, como quando o cachorrinho quer correr para brincar ou o gato quer se enroscar nas pernas para ganhar carinho. Portanto todo cuidado é pouco.
Outro detalhe a ser observado é com relação aos fios de extensão e aparelhos eletroeletrônicos, como rádios e televisores. É recomendado que eles não fiquem espalhados pelo chão e sim presos à parede. 
Já os corredores também podem esconder ameaças à locomoção, como pouca iluminação, aparadores soltos e falta de barras de apoio. O ideal é que os corredores sejam livres de objetos, além de serem largos, com pelo menos 1,20 metro de largura. Isso porque o idoso pode caminhar com a ajuda do cuidador e, por isso, necessita de mais espaço. 
Assim como os corredores, as portas também precisam ser largas. O ideal é que elas tenham até 1 metro de extensão para permitir a passagem de cadeira de rodas. Seguindo esse raciocínio também é interessante que o banheiro tenha espaço livre de pelo menos 1,50 metro para favorecer a circulação de cadeira de rodas. 
Para concluir é importante se colocar no lugar do parente que vive a fase do envelhecimento para entender a importância das necessidades de uma casa adaptada para idosos.
Aqui na Cora nós seguimos os parâmetros de segurança para evitar que nossos residentes sofram algum acidente. Os banheiros dos quartos têm barra de apoio, e os espaços são iluminados. Além disso, nossos cuidadores têm o olhar treinado para evitar riscos. 

Quer conhecer melhor a Cora Residencial Senior? Agende sua visita a uma das nossas unidades localizadas em São Paulo.