peça já seu orçamento

O que é?

A doença de Alzheimer é a forma mais frequente de demência entre os idosos. É caracterizada pela degeneração e morte dos neurônios.

saiba mais

Principais Sintomas Fase Inicial

Lapsos
na memória

Mudanças de comportamento,
introversão ou extroversão

Senso de direção
comprometido

Atitudes um pouco mais
agressivas do que o normal da pessoa

Dificuldades em
aprender coisas novas

Teimosia, insiste em dizer
que não há nada de errado

Principais Sintomas Fase Intermediária

Perda
de memória

Repetição infinita
de informações

Estranhamento
constante da própria
casa e pertences

Alternância de
confusão mental
e lucidez

Estresse psicológico
e depressão

Agressividade
quando é contrariado

Inicio
da dependência física

Esquece
palavras óbvias

Principais Sintomas Fase Grave

Dependência
física total

Não anda e
quase não fala

Não reconhece ninguém,
nem a si mesmo

Aparecimento de
infecções principalmente
urinária e pneumonia

A deglutinação
fica prejudicada

Aumento de probabilidade
de lesões cutâneas e
problemas de circulação

É muito comum que os sintomas da doença sejam confundidos com o processo de envelhecimento. Por isso, se perceber algum desses sinais, procure profissionais ou serviços de saúde especializados.

Causas

As causas do Alzheimer ainda não são conhecidas. Acredita-se, porém, que a doença seja resultado de uma somatória de fatores genéticos e ambientais (relacionados com o estilo e a qualidade de vida de cada pessoa).

Diagnóstico

O diagnóstico é basicamente clínico. Além do idoso, o médico entrevista familiares e pessoas mais próximas, que podem contribuir para informações relevantes. Também são alguns testes para avaliação das funções cognitivas.

Tratamento

Não existe cura para o Alzheimer, mas os avanços da medicina auxiliam no manejo comportamental e na qualidade de vida do paciente.

Prevenção

A melhor forma de prevenção é ter um estilo de vida saudável. Alguns estudos revelaram que indivíduos com uma alimentação equilibrada, associada à pratica de atividade física, vida social e intelectual ativa são menos propensos ao Alzheimer.

Dicas

Confira algumas orientações básicas que podem ajudar na rotina do idoso:

  • • Atividades que estimulem o autocuidado.
  • • O foco de quem cuida deve ser a supervisão das atividades e não a subestimação.
  • • Quadros de depressão, delírio e agitação podem ser aliviados por medidas não farmacológicas e medicações prescritas pelos médicos.
  • • Uso de agenda com registro das atividades a serem realizadas pode ajuda os pacientes com alteração de memória e orientação.
  • • Utilização de um cartão de identificação (nome, endereço, telefones de parentes próximos) na ida a locais públicos ou não usuais.
Clique aqui e saiba como a Cora pode ajudar você

Quer oferecer todo o cuidado de Cora para o seu familiar?

peça já seu orçamento
  • • Médicos, enfermeiros, nutricionistas e profissionais de saúde especializados.
  • • Seis refeições diárias. Um cardápio balanceado preparado por nutricionistas.
  • • Duas atividades diárias para socialização.
  • • Suítes individuais, duplas e triplas, com todo conforto e segurança.
  • • Infraestrutura contruída especialmente para o bem-estar do idoso.
  • • Conforto e cuidado para que cada residente se sinta em casa.